CALIGRAFIA CHINESA

Caligrafia chinesa é candidata a patrimônio mundial da UNESCO 9/10/2008 | Agência Xinhua Com uma história de 3 mil anos, a caligrafia chinesa se desenvolveu junto à evolução dos caracteres, explicou Li Shenghong, especialista da Academia Nacional da Arte da ChinaBeijing, China - A caligrafia chinesa foi apresentada à Organização das Nações Unidaspara a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), para se candidatar a um lugar na lista das obras-primas do Patrimônio Oral e Imaterial da Humanidade(MOIHH, sigla em inglês).O MOIHH é definido pela UNESCO como as práticas, representações, expressões, conhecimentos e técnicas que as comunidades, grupos e, em alguns casos, indivíduos, reconhecidos como parte do patrimônio cultural.Na China, a caligrafia é considerada uma forma artística desde o século V a.C., quando esta começou com um escrito simplificado em que a largura dos traços variava e as margens e as pontas eram agudas.O papel, a tinta, o pincel e a pedra de tinta, conhecido como "quatro tesouros do escritório", são instrumentos essenciais desta arte.Única arte de expressão oriental, a caligrafia chinesa própria é um ramo de estudo. Através do manejo de pincel, apresentação e estilo, a caligrafia pode interpretar a integridade moral, personalidade, emoções e sentimentos estéticos do praticante.Em junho passado, a arte entrou na lista chinesa do patrimônio imaterial para uma melhor proteção.A UNESCO irá revelar os resultados da candidatura em 2009.